sexta-feira, 14 de abril de 2017

CONTINUANDO...

Escrevi e coloquei um texto no Facebook  sobre o momento astral diante da brabeira que o nosso mundo está vivendo. Só 10 pessoas curtiram, uma compartilhou e cinco comentaram. Quando eu disse que devemos encontrar melhores caminhos para gastar a energia que se apresenta atualmente, duas pessoas disseram que precisavam encontrá-los. Continuo a escrever por elas e porque eu também preciso.


Porque tão pouca gente se interessou? Me espanta que muitos não deem atenção a algo tão importante que atinge a todos nós. Muita gente diz que não devemos pensar em coisas ruins e que, para mudarmos a situação, basta rezar... Sem dúvida é muito importante orarmos sempre, mas a consciência do perigo e da nossa participação no que acontece pelo mundo é importantíssima.
Escrevi pela manhã do dia 05 de Abril e depois soubemos que os EUA haviam bombardeado a Síria...

Não pensemos que é só o que nos acontece de ruim que tem a ver conosco. Ou quando nos consideramos uma Unidade é só para as coisas boas? Não é bem assim não! Se as pessoas adoecem  não é só porque elas estão em desequilíbrio, o nosso mundo está desequilibrado, o nosso mundo está doente!!! Portanto, não se sinta superior por ainda não ter sido atingida(o) com mais intensidade pelas mazelas desse mundo. Algumas pessoas são mais fortes, aguentam mais tempo que outras, o que não as faz melhores nem piores. Ficar olhando pro próprio umbigo não resolve nada, só nos afasta mais do coletivo, nos faz mais egocêntricos. Mas a consciência, do que se passa, ajuda! Ajuda a nos vermos como uma Unidade verdadeira.

Como já foi dito, os astros estão assinalando possibilidades de Guerras, violências, etc... E os acontecimentos no mundo têm mostrado isso. Acontece que essa energia, de alguma forma, atinge a todos nós, uns mais outros menos, porque os planetas Saturno, Urano, Netuno e Plutão atingem mais o coletivo e a forma como nos atingem dependem do resto do nosso mapa pessoal. Por isso é importante nos ligarmos no que andamos sentindo e como estamos nos comportando no dia a dia.

De repente te dá aquela vontade de brigar com alguém, de xingar alguém e o que costumamos fazer? Escolhemos a pessoa mais apropriada para despejarmos nossa ira nela seja por pensamentos, palavras ou ações. E sempre vamos encontrar motivos e desculpas que nos absolvam de qualquer culpa... É ou não é assim? Dificilmente se pára pra meditar: Porque estou me sentindo tão irritada(o), tão agressiva(o)? Pois logo encontramos uma pessoa ou uma situação para culpar. Imaginem isso feito por um monte de gente e, principalmente, pelos que detêm o poder no mundo e consideram muitos como seus inimigos. Fora as lutas por motivos religiosos e políticos, ou brigas por causas mais diversas, muitas vezes sem nenhum sentido realmente importante para nós ou para o mundo. Todo tipo de preconceito também ajuda demais a escolhermos nossas vítimas.

E o que fazer então se não quisermos entrar nessa vibe? Procurarmos agir o menos arianamente possível, não nos deixarmos levar pelo primeiro impulso. Ter coragem de fazer autocrítica. E cada um tentar descobrir a melhor forma possível de gastar essa energia poderosa que, como tudo o mais, não é unilateral, pode ser usada para o bem ou para o mal. É claro que não vamos deixar de ter sentimentos e emoções várias, porem é bom podermos ser livres para escolhermos o que fazer com eles, sem precisarmos culpar alguém ou alguma coisa externa por isso. Senão, estaremos colaborando com toda energia circulante pelo planeta, sem termos o menor controle. É difícil e complexo? É! Pra todos nós!!!!! Mas vale a pena tentarmos.

Fora qualquer aspecto entre os planetas, eles têm vários significados positivos. Vejamos os valores que representam, e o que podemos fazer de bom com eles em nossas vidas:

Júpiter (Entusiasmo, Otimismo, Generosidade, Idealismo, Cultura, Bom Humor, Tolerância, Justiça).

 Saturno(Paciência, Moderação, Maestria, Perseverança, Praticidade, Meditação, Sabedoria, Racionalidade, Maturidade, Honestidade).

  Urano (Amizade, Criatividade, Liberdade, Humanitarismo, Inovação, Invenções, Revolução, Democracia, Socialismo, Revelação, Solidariedade, Originalidade).

Netuno (Consciência Cósmica, Compaixão, Humildade, Desapego, Perdão, Cooperação, Fé, Transcendência, Assistência, Purificação, Artes, Amor incondicional, Mediunidade, Intuição, Meditação).

Plutão (Muito Poder, Força Máxima, Coragem, Liderança, Transformação, Eliminação, Revitalização, Poder de Cura, Reconstrução, Inconsciente pessoal e Coletivo. Renascimento)
  
Boa Sorte para todos nós!

Rosa Carmen


MOMENTO ASTRAL


Estamos passando por um momento tenso e sofrido na Terra. A todo instante nos deparamos com notícias terríveis sobre vários distúrbios, guerras, violências em nosso mundo. Lá fora e em nosso país. E o que os astros nos dizem sobre isso tudo é exatamente o que está acontecendo.


 Plutão, em Capricórnio, ainda continua brigando com Urano, em Áries, mesmo já um pouco afastados um do outro. E atualmente Júpiter está dando uma força maléfica para acirrar a briga entre os dois. Resultado,  nos mostram a possibilidade de guerras, ódios, rupturas, violências e destruições. Saturno em Sagitário e Netuno em Peixes mesmo sem aspectos com seus pares, são partes das energias circundantes e precisam realizar suas naturezas. Esses dois “deuses” do Olimpo podem trazer abuso de poder, desordens, conflitos políticos, intolerância e conflitos  religiosos. Dogmatismo intelectual. Falta de ética e decoro. Enganos, intrigas, mentiras, desonestidade. Vícios, fugas, drogas, fantasias, ilusões. Os astros e todo o Cosmo, tudo o que existe está ligado a algo maior, do qual nós também fazemos parte. Essas são as mensagens e os avisos que estão nos enviando atualmente para nos ajudarem. É como se dissessem: Tenham cuidado! Perigo à vista!

Assim, não se pode negar que o que está acontecendo pelo mundo faz parte de uma engrenagem da qual não podemos nos desligar. No entanto, é claro que não podemos saber exatamente o que acontecerá daqui por diante, pois tudo nesta vida tem dois lados e isso nos faz acreditar que é possível interferirmos nos acontecimentos. É arriscado fazer previsões de forma oracular, afirmando, categoricamente, situações futuras para nosso mundo, pois, como se costuma dizer ao falarmos de Astrologia: “As energias dos signos e dos astros dispõem, mas não impõem, inclinam, mas não determinam, pois previsões dependem das ações humanas, isto é, os astros e signos indicam e agem e os humanos reagem!  Somos nós que decidimos como vamos nos comportar diante das crises e dos obstáculos com os quais nos depararmos e como agiremos com os companheiros que encontrarmos nessa jornada. E assim, segundo nossa disposição de espírito e nossas próprias escolhas, nossa senda será mais ou menos fácil ou difícil de atravessar e, dependendo de nossos atos, pensamentos, palavras e obras, nos tornaremos melhores ou piores seres humanos, e os acontecimentos mundiais, portanto, não serão nunca obra do acaso, mas, entre outras coisas, dependerão muito, também, de cada um de nós. Acreditarmos nisso é acreditarmos que o mundo inteiro é uma unidade, que não estamos desligados uns dos outros, nem da mãe Natureza.

   Ao falarmos da nossa responsabilidade nesta vida não estamos negando a força do destino, visto que as mudanças, as grandes e pequenas transformações fazem parte dele e dessas mudanças não podemos fugir. Nossa responsabilidade só vale em parte. Existe um destino que não se modifica, podemos apenas aceitá-lo e tentar encará-lo com olhos de humildade e confiança no divino.O ser humano não é propriamente o culpado das mazelas do mundo, o algoz da nossa civilização, pois fazemos parte de uma engrenagem na qual nos movemos em conjunto com o “conhecido” e o “desconhecido,” sendo, muitas vezes, difícil diferenciar um do outro. Mas o fado é vário, pode trazer para nossa vida a Foice de Saturno, o Tridente de Netuno ou o Cetro de Júpiter, as ferramentas transformadoras desses Mestres, desses arquétipos poderosos... Porém cada ser humano também possui o seu poder, a magia que vem do espírito, que nos traz a  fé, a esperança, a capacidade da entrega e a confiança no Amor maior que nos fortalece. A visão limitada do nosso ego não permite que, para nós, seja fácil essa entrega, por isso sofremos tanto.
 Mas, quando, enfim, conseguirmos nos ver feitos de material sagrado, integrados na totalidade, comungando, harmoniosamente, com o Todo e fazendo parte da história da Criação...  Quem sabe, poderemos perceber que não somos meros espectadores do Drama/Comédia humanos. Afinal, somos Co-criadores! E nos tornaremos participantes capazes e ativos dessa História!

Muita Paz, Força e Boa Sorte para todos
Rosa Carmen



       E como diz o Caibalion (Hermes Trismegistus):
“Nada é permanente, tudo se transforma. O homem que observa as leis do Universo vê que todas as coisas evoluem de outras coisas e resolvem-se em outras; vê uma constante ação e reação, fluxo e refluxo, criação e destruição, nascimento, crescimento e morte. Se esse homem for um pensador ativo, ele realizará todas essas coisas mutáveis, que serão contudo aparências ou manifestações exteriores da mesma Força Oculta, da mesma Realidade Substancial.”

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

PRECONCEITO X SOLIDARIEDADE

Essa mensagem, que vou colocar abaixo do meu texto, e que já circula há muito tempo pela Internet, é mesmo muito importante, emocionante e bonita...

Mas será que ela está funcionando de verdade para as pessoas que a colocam nas suas páginas do FB? Sabemos que encarar essa doença no próximo não é fácil para ninguém, mas o número de pessoas que fogem dos doentes de câncer é muito grande, talvez pelo nível de sofrimento que a doença traz e a possibilidade maior de morte! Mas então, porque ninguém foge de quem sofre do coração, de diabetes e de outras doenças graves que também podem levar ao óbito? Na realidade existe um preconceito em relação ao câncer, a ponto de algumas pessoas espiritualistas julgarem mal os portadores desse mal, como se estivessem merecendo um castigo dos piores. UI! meu Deus!

Mas a má noticia para todos é que essa peste está se espalhando rapidamente, mostrando claramente que tem a ver com o modo de vida de que todos nós
participamos nesse planeta: Poluição, Má Alimentação, Noticiários pesados, Competição desenfreada, Violências e estresses em geral.

Não nego que haja participação nossa em quase tudo que nos acontece, que nossa personalidade e nossa forma de agir tenha influência em nossa saúde ou na falta dela. Mas essa influência serve para qualquer doença e para qualquer tipo de sofrimento que vivamos, sejam estes físicos, mentais, emocionais ou por qualquer outro acontecimento ruim e difícil em nossas vidas. Tanto assim, que sou a favor de fazermos terapia; já fiz e estou voltando a fazer.

Estou afirmando tudo isso sobre o preconceito em relação à doença, por experiência própria e por depoimentos de outras pessoas que conheço nessa situação em um grupo que participo na Internet. Infelizmente essa é uma triste realidade...

Portanto, de nada adiantam mensagens bonitas se não forem realmente sinceras, se o nosso medo e nosso preconceito forem mais fortes que a nossa vontade de sermos solidários com o sofrimento alheio.

Mas, mesmo assim, vale a tentativa da mensagem, quem sabe ajude a mudar alguma coisa para melhor?

Boa Sorte para todos nós!


Rosa Carmen








Segue a mensagem da Internet...
-----------------------------------------------------------------------------------------


Pelas pessoas lindas da minha vida que enfrentaram essa doença, por tantas outras que eu não conheço... meu respeito, minha admiração, minha força, meu amor 

Ao contrário de outros, este pequeno pedido não resultará na eliminação de amigos da minha lista. Como eu tenho um interesse pessoal em os efeitos do câncer, eu quero ver quem lê e quem compartilha sem ler! Se você leu tudo, selecione "Like", para que eu possa colocar um obrigado no teu perfil. Eu sei que 97 % de vocês não vão transmitir isso, mas meus amigos serão os 3 % que vai fazê-lo. Por favor, em homenagem a alguém que morreu, ou está lutando contra o câncer, ou mesmo tinha câncer. Todos dizem: "se você precisar de alguma coisa, não hesite, eu vou estar lá para te ajudar"..., então eu vou fazer uma aposta, sem ser pessimista, eu desejo a Deus a minha família e amigos, põe isto no teu mural. Você só tem que copiar (não compartilhar)!!! Quero saber com quem posso contar... e tenho certeza que será menos de 25. Escreva "feito" nos comentários quando você fizer isso! É o mês de conscientização sobre essa doença. Eu fiz isto para alguém muito especial! Todos nós conhecemos alguém que estava à frente de nós, ou está lutando para vencer o câncer.

segunda-feira, 13 de junho de 2016

PENSAMENTO LIVRE... AÇÃO CONTROLADA...

LIVRE PENSAR... CONTROLE NO AGIR...


Tenho lido e ouvido algumas manifestações sobre a tragédia acontecida agora nos Estados Unidos numa boate gay. Algumas pessoas dizendo que todo mundo
que tem preconceito contra o homossexualismo ajuda a acontecer uma barbaridade dessas e indiretamente estará participando da matança. Fiquei pensando que um discurso nesses termos tende a ser inócuo, pois só vai ser bem recebido por quem não precisa dele, os preconceituosos não vão se importar com isso, pelo contrário, a reação pode ser até pior.
Vamos imaginar o que é mais importante para que a humanidade consiga sair desse nível de barbárie no qual ainda estamos vivendo... Três palavras definem o que é essencial para todos em nosso planeta: Justiça... Liberdade... Respeito...
Pra começo de conversa, sem justiça e sem liberdade não podemos exigir o respeito, e este é o mais importante de todos para conter os excessos de qualquer preconceito. Portanto não temos que tentar mudar as ideias e os pensamentos de ninguém, esse é um controle impossível, e  todas as pessoas têm o direito de pensar o que quiserem, de ter qualquer opinião, de crer no que acharem melhor... Isso é liberdade de pensamento! Só não temos o direito de agir com os outros de forma desrespeitosa. O que estou querendo dizer é que não adianta querermos mudar à força o modo de pensar de alguém, mesmo que seja preconceituoso. Isso só gera mais conflito e violência e vira um círculo vicioso, cada um achando que o certo é ele, não o outro.

O que mais importa é batermos sempre mais forte na tecla do respeito e da imparcialidade, isto é, por mais que alguém ache que alguma coisa que o outro é ou faz é ruim ou errada não pode jamais agir discriminando e agredindo, muito menos matando, e isso já é o auge da insanidade. Que pense como quiser e deixe os outros viverem suas vidas em paz...

Quando vamos todos entender que para sermos respeitados e vivermos alguma paz, precisamos respeitar e levar paz a todos? Contanto que os nossos pensamentos não sejam carregados de ódios e competições, devemos poder pensar o que quisermos, tendo a consciência do direito inalienável de todo ser humano de viver com liberdade de ser o que ele é e de como deseja ser em uma comunidade, contanto que suas ações não prejudiquem ninguém.

E, parafraseando Millor Fernandes: 

Que o nosso Livre Pensar seja só Pensar...


Rosa Carmen














terça-feira, 31 de maio de 2016

A ESCOLHA É NOSSA...


A ESCOLHA É NOSSA


Nosso Brasil parece agonizar diante de tantos escândalos que assistimos,
diariamente, das descobertas de bandidagem nas altas esferas da nossa sociedade. Não percamos nosso tempo e energia defendendo pessoas que nada fizeram para impedir que acontecesse essa tragédia dos últimos anos de "desgoverno" muito menos fazendo comparações com os  "desgovernos" passados, como se achássemos que os crimes de uns justificassem os crimes dos outros, tipo: “O meu bandido predileto é melhor do que o seu, portanto tem mais direito de ficar no poder e de ser corrupto...”
Não nos adianta nada ficarmos nos digladiando por causa de Partidos e de políticos desonestos, de uma escória sem valor. Precisamos parar de procurar “inimigos” entre nossos iguais, reclamando de suas posições. Nossa luta por melhorias em nossa terra precisa ser liberta de dogmas, de verdades absolutas.

Vamos reclamar dos que já possuem maior poder, usando a riqueza que têm, sem se importarem com  a pobreza ao seu redor, e os que desejam  atingir o poder usando a riqueza dos outros, ambos agindo de forma desonesta para alcançarem seus objetivos. Essa é uma turma que só se junta pra tirar proveito próprio. Lutemos contra a ganância, o egoísmo e a desonestidade geral que, cada vez mais toma conta do nosso país. Lutemos por mais justiça, por atitudes éticas, pelo respeito que todos nós, povo desse país, merecemos.

Lutemos por uma profunda mudança de mentalidade.

Essa sim será uma luta pelo bem do Brasil e de toda a sua população, sem privilegiarmos nenhum tipo de grupo, seja político, econômico, social ou qualquer outro mais... Seremos apenas pessoas conscientes de que se não agirmos uns com os outros de uma forma mais humana, compassiva, honesta, igualitária e justa continuaremos a ser reféns dos que vivem de subterfúgios e mentiras para tirarem todo tipo de vantagem pessoal, de pessoas moralmente desqualificadas  para nos governarem.

 Se a política no Brasil permanecer como tem sido sempre, jamais haverá um futuro realmente promissor, com um bom desenvolvimento social e econômico para todos os brasileiros. Além disso, continuaremos a sermos enganados, roubados e tratados sem o mínimo respeito. E essa falta de ética e moral se espalha, cada vez mais, entre todos os cidadãos de todos os níveis sociais  e econômicos.

E para que haja essa mudança de mentalidade é preciso haver uma educação nesse sentido, e que essa educação comece desde nossas casas, nas famílias e, depois, nas escolas. E que ninguém imagine que isso é coisa só do pessoal da esquerda, porque não se precisa ter posições políticas para se querer justiça social. A ideia ridícula que apenas comunista se preocupa com a pobreza no mundo só serve como arma de manipulação para os dois lados (esquerda e direita) controlarem as pessoas, cada um do seu jeito, cada lado tentando desqualificar o outro. Não precisa nem ser de determinado partido, nem ser espiritualista. Espiritualista muitos são e isso não significa estar consciente, e não é por isso que alguém se preocupa e deseja o bem para os outros seres, pois nos dois casos existem pessoas que não se preocupam nem um pouco com o próximo. 

Todos temos o bem e o mal em nosso interior, a mesma pessoa que esteja sendo maltratada e injustiçada hoje por alguém mais poderoso, se um dia mudar de lugar poderá fazer o mesmo com o outro, tudo depende do caráter de cada um, de como usamos a nossa liberdade de expressão, de como o nosso ser se expressa, de diversas formas, diante da comunidade em que vive. Amar ou atacar as outras pessoas é nossa própria escolha, nada pode nos obrigar a agir contra alguém a não ser por legítima defesa, num momento de perigo.

Para sermos justos basta termos bons instintos, bom caráter, boa índole e vermos todos os seres humanos como iguais, e isto deveria ser algo inerente à nossa “humanidade”, mas, infelizmente até hoje não é. Por isso precisamos nos educar. Para isso a nossa única “Ideologia” deveria ser tornarmos-nos verdadeiramente seres HUMANOS, dignos dessa denominação...

Mas o ser humano parece ter perdido o rumo, se não houver um esforço comum entre todos que desejem um mundo melhor para a humanidade, nosso futuro estará caminhando, cada vez mais, para a barbárie.

 Estamos vivendo momentos soturnos, inconscientes, sem percebermos para onde nossas ações nos levam. Não podemos nos deixar envolver pelas trevas. O excesso de egoísmo, de ganância e a falta de compaixão e respeito, não podem apagar a nossa consciência. 

Que venha a Luz para todos nós, e um pouco que seja, de amor, enquanto ainda houver tempo... 

Que assim seja!



Rosa Carmen


domingo, 15 de maio de 2016

BRASIL EM PRIMEIRO LUGAR

NOSSA TERRA EM PRIMEIRO LUGAR

É incrível como as pessoas, levadas pela vontade exaltada de defender uma posição e de agredir as outras nessa guerra política, não percebem que seus discursos atacando um lado da questão são exatamente iguais aos discursos do lado oposto... Quem consegue olhar a situação com isenção de ânimo percebe claramente que não existe um lado melhor nem pior do que o outro, pois ambos estão defendendo e atacando a mesma coisa. Só mudam as pessoas. Isso acontece porque ninguém admite ver os defeitos e as fragilidades dos seus “escolhidos”.

Que as pessoas coloquem suas ideias e posições e até defendam algum político, se encontrar algum defensável e ataque outros, isso faz parte do jogo democrático, mas atacar constantemente as pessoas comuns que pensam diferente delas, sempre de uma forma arrogante e agressiva, é uma perda de tempo que só cria tensão e ajuda os mais radicais de cada lado. Se temos vontade de convencer alguém dos nossos argumentos, não vai ser ofendendo que conseguiremos algum resultado positivo, essa é a pior forma de se defender uma posição. Mostra apenas que estamos possuídos de uma raiva incontrolável, e que nossa única intenção é ofender os outros.

E com essa atitude, perdemos o foco necessário para lutarmos por uma melhora do sistema em que vivemos, já que a população fica ligada apenas em combater  os “inimigos” ideológicos, ao invés de se unir para defender uma mudança total do nosso sistema político e da péssima atitude dos seus representantes, exigindo que a maior preocupação de cada participante do governo seja trabalhar para o desenvolvimento do Brasil e pelo bem estar da população como um todo, pensando sempre em buscar o progresso com mais  justiça social. Além de evitar e combater  a corrupção que costuma ser tão disseminada pelos integrantes dos governos em nosso país.Tendo sempre em mente que agir para o bem ou para o mal não depende só de partidos ou de ideologias, depende, principalmente, das pessoas que estarão no poder. Já tivemos bons exemplos disso por aqui e pelo mundo afora...

Continuo não me posicionando a favor de nenhum ou nenhuma político(a) brasileiro(a), como sempre disse aqui. Pouquíssimos deles ou delas merecem meu respeito e confiança. Considero que muita coisa precisa ser mudada, que a população precisa ter muito mais participação nas decisões e que possa controlá-los e impedi-los de fazerem o que bem entendem depois que são eleitos.

E ainda quero dizer que não admito ser qualificada e, muito menos xingada, por pessoa alguma de acordo com sua visão limitada das outras pessoas. Isto significa que ninguém pode me definir de forma depreciativa só porque não penso ou não ajo como eles acham que está mais certo. Nunca bati panelas e não fui para as ruas de fitinhas verde e amarela, pensando em derrubar o governo petista e odiando os seus  governantes. Por outro lado, sempre fui uma pessoa preocupada com as injustiças sociais e que nunca descriminou nenhum ser humano por qualquer motivo que seja, mas nada disso me obriga que eu tenha que apoiar os partidos brasileiros de “esquerda”, os quais considero bastante retrógrados, parados no tempo e perdendo o mesmo com ideias ultrapassadas. Nem, muito menos que eu tenha que ficar defendendo as corrupções e desmandos do governo petista ou de qualquer outro mais.

Fui criada por pais que ensinaram seus filhos, mais que tudo, por seus gestos e atitudes, a amarem e respeitarem o nosso planeta Terra e todos os seres nele existentes de forma igualitária e irrestrita, sem nenhum preconceito e preocupados com seu bem estar. Meus pais não eram de esquerda, nem de direita, nem de centro, de cima, nem de baixo... Nunca se preocuparam com esses rótulos. Eram apenas seres humanos dignos, honrados, respeitosos e generosos. E foram esses valores que aprendi, independente de blá, blá, blá político... E é disso que nós precisamos para que o povo brasileiro possa viver de forma digna, sendo valorizado e respeitado como devem ser todos os seres humanos em qualquer sociedade.

O mais importante para os brasileiros deveria ser sempre o Brasil e jamais o fulano ou a fulana que chegam ao poder. Ficar gastando energia amando ou odiando os partidos e  os políticos e agredindo as pessoas que pensam diferente de si é, no mínimo, uma projeção neurótica. Pior ainda é muitos levarem essa idolatria ao ponto de desculpar todos os erros e malfeitos cometidos pelos governantes escolhidos por eles.

Deveríamos aproveitar esse momento turbulento mostrando nossa indignação geral, para que todos esses senhores e senhoras, sejam de que partido forem, comecem a se preocupar com as consequências dos seus atos enquanto estão como nossos representantes no governo. Porque o fato de um governo ter sido eleito pelo povo não significa que, durante todo o seu mandato, seus atos estarão de acordo com as suas promessas e com os compromissos assumidos durante a campanha, representando a vontade dos que os elegeram.

Por isso deveria haver aqui, como em alguns outros países, a possibilidade de recall, ou seja, um plebiscito para avaliação e confirmação ou não da continuidade de um mandato.

Oi minha gente! Um amor assim, incondicional só vale mesmo por nossa terra, exigindo que ela seja respeitada e cuidada de verdade por todos nós!!! Fora disso, deixemos pra gastar nosso afeto com os que nos são mais próximos e mereçam receber esse sentimento tão especial.



Que o Eterno nos proteja!

Boa Sorte!

Rosa Carmen


sexta-feira, 29 de abril de 2016

CONTINUANDO SOBRE RESPONSABILIDADE...

CONTINUANDO SOBRE RESPONSABILIDADE...


      O tempo todo os petistas estão falando que estamos vivendo um retrocesso político... A pergunta é: se há um retrocesso a culpa será de quem?

      Quando comecei a votar no PT para Presidente da República, desde a primeira vez em que o Lula se candidatou, a minha esperança era de que houvesse uma mudança profunda, para melhor, na política do nosso país. A partir do momento que o PT chegou ao poder parecia algo fantástico, um partido, dito de esquerda, sendo eleito democraticamente ...e podendo melhorar a vida dos mais desvalidos em nossa terra!!! Acreditava que poderiam fazer a diferença!

      Continuei votando neles até o primeiro mandato da Dilma. No segundo desisti já me sentindo enganada e frustada.
      Mas tudo o que aconteceu depois disso, e todo mundo sabe agora, foi essa gente criar uma maquiagem para a vida dos mais pobres e, por debaixo dos panos, agir exatamente igual aos governos anteriores a eles.
      O resultado dessa longa farsa, tão bem montada, só poderia terminar num retrocesso, até porque, no fundo, tudo continuava como dantes... Na realidade, mesmo que tenham havido alguns ganhos sociais, a base de tudo continuou sendo o tripé Ganância... Corrupção... e Sede de Poder...

      E muitas mentiras contadas, sempre!!!

      Se está havendo retrocesso os responsáveis por isso são os participantes dessa Ópera Bufa em que se transformou o outrora promissor governo petista, que se autointitula de esquerda...


      Eles seguiram o conselho de Giuseppe Tomasi di Lampedusa:

      “Se quisermos que tudo permaneça como está, é preciso mudar tudo...”





segunda-feira, 18 de abril de 2016

RESPONSABILIDADE

QUEM DEVE SE RESPONSABILIZAR?

Não estou me sentindo nem um pouco contente com tudo o que está acontecendo em nosso país atualmente. Não consigo me sentir inserida em nenhum grupo de pessoas que bradam slogans mais ou menos agressivos pelas ruas ou nas redes sociais. Nem vejo ninguém que mereça ser defendido nessa conjuntura, nem confio em "Salvadores da Pátria."
Há nisso tudo uma falsidade generalizada e uma falta de entendimento do que se passa verdadeiramente por baixo dos panos. Enfim, ninguém entre os poderosos nessa história está merecendo confiança e a maioria do público vai se deixando levar por paixões descontroladas, usando pouco a razão e faltando compaixão por seus opositores.

Ontem, dia dezessete deste mês de Abril de 2016, teve início um processo para realizar mudanças no quadro político, com o intuito de retirar a atual presidente do cargo. E não temos certeza do que ainda está por vir...

Mas seja lá o que vier, meu sentimento em relação aos acontecimentos relacionados às ações dos governos nesses últimos anos é de tristeza e frustração.

O tempo todo, os que defendem a presidente têm dito que ela nunca praticou nenhum ato ilícito, inclusive o de responsabilidade fiscal do qual tem sido acusada.

 Acontece que, é bom lembrarmos que a atual Presidente foi, ao longo dos oito anos dos Governos anteriores ao dela Ministra das Minas e Energia, Presidente do Conselho de Administração da Petrobras e Ministra-Chefe da Casa Civil da Presidência da República de onde saiu para se candidatar à Presidência, aonde se encontra há cinco anos e três meses... Entretanto, essa pessoa afirma categoricamente que nunca teve conhecimento, sequer a mínima ideia, das falcatruas e desonestidades, em larga escala, que aconteciam no Governo nesses últimos treze anos.

Diante desse quadro, só podemos concluir que, ou ela está mentindo ou ela foi absolutamente incompetente e omissa. De uma forma ou de outra ela merece, sem dúvida, ser julgada, se não por crime de responsabilidade fiscal, pelo menos por crime de irresponsabilidade total... 

Será possível um ou uma governante de um país passar anos sem saber o que acontece no seu próprio Governo?
E, ao surgirem evidências de crimes praticados por seus auxiliares mais próximos, será correto ainda tentar se eximir de toda responsabilidade por esses atos criminosos?

O que aconteceu nesse Governo não foi um caso envolvendo uma ou duas pessoas, foi um grande esquema armado por diversas pessoas. Imagino que quando há algo dessa magnitude, um Chefe de Estado sério deva sentir-se responsável de alguma forma. Ou a coisa é para funcionar assim mesmo,  todos largados à deriva, cada um por si, e salve-se quem puder?

Considero terrível ter que assistir, mais uma vez, um Presidente da nossa República ser retirado do cargo à força por causa da falta de caráter e da desonestidade dos membros do seu governo. Além da crise econômica que estamos vivendo, o clima vai ficando cada vez mais pesado e irrespirável...

Não é o que eu gostaria de ver, penso não ser bom para ninguém. Mas, quem sabe, se acontecer de novo, possa assustar os próximos governantes que virão daqui por diante, e fazê-los sentirem-se mais responsáveis pelo que acontece em seus governos?
 
 
Apesar dos pesares, vou repetindo mais uma vez Paulo Freire:

“Num país como o Brasil, manter a esperança viva é em si um ato revolucionário... “ (Paulo Freire) “Num país como o Brasil, manter a esperança viva é em si um ato revolucionário... “ (Paulo Freire) “Num país como o Brasil, manter a Esperança viva é em si um ato revolucionário... “

Rosa Carmen



sexta-feira, 15 de abril de 2016

PSICOLOGIA DO NOSSO TEMPO ATUAL

PSICOLOGIA JUNGUIANA NOS TEMPOS ATUAIS

     “A luz que brota dos eventos (tanto internos como externos) só é visível quando o ego se encontra em estado de vacuidade, isto é, no deserto. Através da janela de uma casa fortemente iluminada à noite é impossível enxergar as estrelas. Basta apagar a luz elétrica e elas se tornam visíveis...” Edward F. Edinger
Tenho sentido ultimamente muita falta de termos uma avaliação psicológica do momento que estamos passando em nosso país. Uma avaliação isenta de paixões políticas! Pois, diante dos exageros de ódios contra oponentes, por um lado, ou de culto e adoração a algumas pessoas, por outro, tenho achado que estamos vivendo algo que vai muito além do que uma simples divergência de ideias e ideologias.

   Andei tentando saber se existem grupos de psicologia, principalmente junguiana, pensando e pesquisando sobre isso, mas não consegui nenhuma informação. Acho mesmo uma lástima se não existirem entre nós alguns analistas, que ajam como agia C. G. Jung, com o interesse que ele demonstrava por esses assuntos na época dele, para se fazer um estudo mais aprofundado sobre essa conjuntura difícil e complicada que estamos atravessando em nosso país. Pois o nível que estamos vivendo, atualmente, de raiva, agressividade e falta de respeito pelas outras pessoas, em todos os sentidos e de todos os lados é fora do comum, nunca vistos antes pela minha geração que, aliás, já é bem antiga...  
   Um dia desses uma pessoa perguntou se tinha gente brigada uma com a outra em nossa família por causa de política, porque na dela tinha sim, como também nas de todas os seus outros conhecidos. Na minha família brigados, brigados propriamente não tem, mas alguns familiares mudaram de atitude em relação a outros, tem uns que até te evitam e demonstram claramente que, em relação às pessoas que compartilham a mesma ideologia do coração deles (as), estarás sempre em segundo lugar... rsrsrs... Como diz o ditado: “o que dá pra rir dá pra chorar...”
 
   Além disso, a violência está se espalhando, não só entre os defensores deste ou daquele Partido. Aqui no Rio de Janeiro muitos assaltos são acompanhados de morte, e a coisa tá pegando fogo em comunidades que já foram pacificadas. Há lutas no campo... Há um clima geral de agressividade explícita, não mais contida. Enfim, sem querer ficar especificando cada detalhe, estamos vivendo um clima próximo de guerra!

   Podem sempre existir mil avaliações e explicações políticas e sociológicas para as atitudes e reações de uma população em crise, mas diante do destempero, da raiva e da intolerância que estamos vivendo atualmente no Brasil, a começar das próprias autoridades maiores do país, tudo fica muito preocupante. Portanto, importa tentar buscar o que se passa no íntimo da nossa alma, pois o poço parece ser bem mais fundo!

  Está acontecendo algo bastante complicado, sério e fora do comum com a psique coletiva do nosso povo. Algo diferente do que já foi há tempos atrás. Não que fossemos tão bonzinhos assim, mas o nosso comportamento está mudando bastante, e para pior...

   Será que podemos chegar à uma resposta satisfatória sobre como anda a mente mais profunda do nosso povo? Que nos ajude de alguma forma?
   Só vamos saber se nos afastarmos um pouco dos acontecimentos e nos desligarmos das mesquinharias e das trocas de injúrias do dia a dia que estamos vivendo e tentarmos descobrir o que está nos levando a um comportamento tão irado, belicoso, cada vez mais  egoísta, e que nos impede de sermos um  povo mais justo, mais honesto, respeitoso e equilibrado. Visto que, sem esses atributos nenhum sistema político e social dará certo, jamais funcionará para o bem da comunidade.

  Precisamos apagar o excesso de luzes que estão ofuscando o nosso olhar, para podermos enxergar e viver o que há de melhor em nossa alma...


Paz para todos,
 Rosa Carmen

terça-feira, 29 de março de 2016

OS ESCOLHIDOS E OS PRETERIDOS...

   OU TUDO OU NADA...


          Se as coisa são inatingíveis, ora, não é motivo para não querê-las.
       Que tristes os caminhos se não fora, a mágica presença das estrelas!
                    (Mario Quintana)

      E imprescindível que haja bem estar e justiça para todos os seres humanos
na Terra. E é muito louvável que nos preocupemos com essa questão tão importante, que tenhamos compaixão e que procuremos, sempre que possível, trabalhar para ajudar na realização desse ideal que ate hoje nos parece uma Utopia, bem distante da nossa realidade terrena.

       Muitas pessoas discursam apaixonadamente e algumas delas batalham tentando alcançar esse objetivo. Que ótimo para a humanidade que existam esses seres!!!

       No entanto seria bom perguntarmos: será que todos, que vivem dizendo se preocuparem com os problemas do mundo afora, também mostram preocupação com os sofrimentos e problemas das pessoas próximas a elas, seus parentes, amigos ou apenas conhecidos? Será que se compadecem do fato dessas pessoas conhecidas estarem passando por problemas financeiros, afetivos, físicos, emocionais, mentais... Será que, nesse caso, tentam fazer alguma coisa para ajudá-las? 

       Existem várias formas de sofrimento, existem muitas pessoas precisando de vários tipos de ajuda, as vezes bem simples, pode ser apenas a força de uma palavra, uma conversa, um convite, uma atitude carinhosa, qualquer demonstração de interesse e afeto.

       Mas sabemos que é bem mais fácil sermos solidários com desconhecidos, até chorarmos ouvindo relatos tristes ou assistindo cenas dramáticas pela TV! Difícil é conviver com o sofrimento dos que nos são próximos, mostrarmos nossa solidariedade para com eles em qualquer situação, sem nos sentirmos incomodados e constrangidos.

      Resta saber se ao falarmos da nossa preocupação com as injustiças e sofrimentos do nosso mundo, estamos realmente preocupados com o bem estar dos seres humanos ou se estamos usando essa preocupação apenas com a intenção de demonstrarmos uma atitude “política” ou “religiosa”. Em ambos os casos essa seria uma atitude puramente racional, fria e vaidosa. Sem nenhum amor no coração.

      É justo que as nossas atitudes egoistas discriminem escolhidos e preteridos em nossa busca por um ideal de justiça na vida terrena?
     
      Pensemos nisso com carinho...


 Rosa Carmen



                                             Como bem disse Osho (Bhagwan Shee Rajneesh)
:



  “A sua vida deve derramar-se até os outros. A sua felicidade, a sua bem-aventurança, o seu êxtase, não deveriam ficar confinados dentro de você, como uma semente. Deveriam abrir-se como a flor e espalhar sua fragrância indiscriminadamente, para todos... Isso é compaixão verdadeira, amor verdadeiro: compartilhar os seus tesouros com todos...” 

sexta-feira, 25 de março de 2016

DEUS EM NÓS...

O     O DEUS EM NÓS MÚLTIPLO E UNO...

O Deus amigo que nos apascenta é o mesmo que atormenta e atordoa...
Exige fé, dá abrigo, orienta... Nos ensina, traz castigo, mas perdoa....
Precisamos dar atenção ao deus que nos acompanha... Conhecê-lo nos traz calma... Ele dispõe da paz, mesmo na luta... Ele vive e habita em nossa alma,
agindo com mansidão ou força bruta...

Seu culto é de alegria, encanto e fortaleza... Ele é o nosso rochedo... É êxtase! Dispensa o medo... E afasta toda dor... Na hora de mais cansaço encontramos  seu regaço... E se chegar a tristeza, contamos com o seu Amor! Ele é o Guia e o Norte em nossa lida... O mistério profundo revelado... pelos seres, pela natureza... As maravilhas do mundo, a beleza... nele contida... E o Bem a ser conquistado...

Mesmo que a sorte pareça perdida, temos com o Eterno uma Aliança, que dá sentido e valor à nossa vida, fazendo parte da nossa eterna Herança... 
Por mais difícil que seja o nosso fado, por mais pesada que seja a escuridão, em nossa alma vive a Esperança! Como um raio de Luz, puro e sagrado, do mistério que ilumina o coração, mas a razão, orgulhosa, nunca alcança...




Paz e Luz
Rosa Carmen